sábado, 3 de novembro de 2012

VAI

Share |

Esvaziada é diferente de vazia
Uma, a esvaziada, é vazia de tudo
Outra, a vazia, é cheia de nada
E se um dia o nada me perfazia
Por algum tempo estive completa
E, se agora não há nada,
É que estou vazia de tudo,
Mas nunca cheia de nada.

É que antes não tinha alguém
Não tinha amor, nem querer bem
Agora, tudo conheço, mas nada contenho
Tenho você, tenho amor, mas nada tenho

Se antes era um projeto sem traço feito
Agora sou sombra, resquício, rejeito
Antes era a expectativa, o por vir
Agora sou a decepção e o deixo ir

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

  ©Outros Quinhentos - Todos os direitos reservados.

Template by Constance von Krüger sobre Dicas Blogger | Topo